22 de jun de 2011

Pais de crianças alfabetizadas em dois idiomas recomendam o bilinguismo

Quando os pais decidem colocar os filhos em uma escola bilíngue, ficam em dúvida se a criança vai ou não se adaptar a esse tipo de alfabetização. Claro que pedagogos, neurologistas ou psicólogos são importantes fontes de consulta na hora de pesquisar sobre o tema e analisar quais as vantagens do ensino bilíngue. No entanto, não dá para negar que os pais de crianças alfabetizadas em dois idiomas podem atestar os resultados positivos.

Rosemeire Lopes é mãe de Paolla e Vitoria, gêmeas de quatro anos de idade que estudam em escola bilíngue. Ela conta conta que o inglês, no caso, tornou-se um idioma natural para as meninas. “Eu me surpreendi quando elas começaram a cantar Beatles no carro. As duas ficaram me ensinando a pronúncia correta das palavras, dizendo que eu estava cantando errado. Elas não têm mais vergonha de usar o inglês”, conta.

Luciene Torello também é mãe de duas alunas de escola bilíngue. Manoela e Luisa, de cinco e dois anos, respectivamente, deixaram Luciene espantada quando começaram uma briguinha de irmãs em inglês. “Elas estavam brincando, conversando em português e, de repente, começaram a discutir em inglês. Foi então que percebi que o ensino está trazendo resultados”, diz.

A participação dos pais, somada ao método de ensino adotado pela escola, contribui muito com a evolução da criança no segundo idioma. De acordo com a coordenadora pedagógica Marizilda Marins, é essencial que os pais entendam o currículo e a proposta da instituição bilíngue. “Dessa forma, os pais conseguem estimular e incentivar as crianças”, explica.

Uma dica da pedagoga para os pais: estabeleça um momento para falar em inglês com o seu filho, como na hora do jantar ou do banho, por exemplo. “Quando há envolvimento dos pais, a possibilidade de sucesso no bilinguismo é muito maior”, finaliza.

Jane Freitas, mãe de Felipe, de quatro anos e que está sendo alfabetizado no bilinguismo, conta que tem muita proximidade com a escola do filho. “Nossa família realmente faz parte da vida escolar do Felipe”, diz.

Você acompanha o desenvolvimento do seu filho na escola?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro internauta,

Os comentários aqui postados são moderados a critério do site, não sendo permitido posts com difamação, incitação à violência, preconceito e nem divulgação de links para conteúdo inapropriado.

Obrigado!