24 de nov de 2011

Segundo idioma é essencial no mercado profissional


Os benefícios do aprendizado de uma segunda língua ainda na infância são bastante visíveis no desenvolvimento das crianças. Essas vantagens, inclusive, refletem no futuro desses pequenos, que têm mais chances de conseguir uma boa colocação profissional em decorrência da fluência em outro idioma.

Maria Isabel Albernaz é Gerente de Gente e Gestão da holding do Grupo Andrade Gutierrez. Ela é um exemplo de que estudar em uma escola bilíngue na infância é uma experiência muito positiva. Aos três anos de idade, ela ingressou em uma escola bilíngue de Brasília, permanecendo na instituição até se formar no segundo grau, com 18 anos. O segundo idioma estudado era o inglês e, na primeira série, com seis anos, já estava alfabetizada tanto nesta língua quanto no próprio português. “Iniciaram a alfabetização com o inglês e depois o português, mas desde o kindergarden, o inglês era a língua ‘oficial’ da turma”, comenta Maria Isabel.

Como ela explica, a maior vantagem é que a criança que estuda duas línguas já cresce com os idiomas presentes no seu dia a dia e pensar na segunda língua se torna tão fácil quanto pensar em português. “A língua fica guardada na memória, fixa, não se tem sotaque. Você é realmente fluente no idioma. Eu, por exemplo, considero-me uma native speaker (falante nativo, em tradução literal)”, ressalta.

Naturalmente, falar com fluência um segundo idioma colabora não somente na vida pessoal, mas também na profissional. De acordo com o consultor de carreira Edson Félix o segundo idioma sempre foi extremamente importante, mas, nos últimos anos, essa necessidade ganhou ainda mais força, especialmente com relação ao inglês. Para ele, porém, os brasileiros ainda pecam neste sentido e perdem grandes oportunidades de emprego.

Por falar o segundo idioma, Maria Isabel nunca deixou de lado boas chances de desenvolver sua carreira profissional. Ter o inglês fluente sempre possibilitou que ela estivesse um passo à frente dos colegas de faculdade, situação que ficou mais nítida quando ela começou a procurar estágio. O segundo idioma permitiu que ela trabalhasse em multinacionais e conhecer a língua trouxe oportunidades de ler e se desenvolver por meio de artigos em inglês.

“Quando entrei na vaga de Trainee na KPMG, fui alocada na multinacional GE, pois o inglês era um pré-requisito para o cliente. Depois, ao entrar na Ambev, o inglês era um diferencial, mas após três anos de empresa, fui promovida para uma vaga fantástica e o inglês passou a ser fundamental”, relata. Ela conta que concorreu com outros excelentes profissionais, mas o que proporcionou a oportunidade nas empresas foi o conhecimento da língua com fluência.

A importância do terceiro idioma

Como segunda língua, o inglês se tornou praticamente básico no currículo profissional. Para Fádua Sleiman, consultora empresarial, independentemente da língua escolhida, é importante que o funcionário domine o idioma e seja capaz de se comunicar em diferentes situações.

Para ela, uma boa oportunidade de se diferenciar ainda mais no mercado de trabalho, é ter fluência em um terceiro idioma. Mas, qual idioma escolher, depois do inglês? Como explica, a resposta vai depender muito do mercado em que se está trabalhando. “Se a pessoa trabalhar no setor químico, às vezes pode ser mais interessante ela aprender o alemão. Se for uma multinacional espanhola, o mais indicado é que se pense em ter fluência em espanhol”, diz.

Aprender um terceiro idioma foi exatamente o que Maria Isabel decidiu fazer quando optou por estudar também o francês. “Comecei a estudar na escola e depois fiz curso de idioma. Durante a faculdade, morei um ano na França fazendo intercâmbio e aproveitei para aprimorar o meu conhecimento da língua com aulas na Universidade de Sorbonne”, conclui.

“É importante investir na educação dos filhos e, por isso, seria mais interessante se a criança pudesse começar a aprender em uma escola bilíngue. Aqueles que estudaram ou estudam nestas instituições, com certeza, já saíram na frente dos demais”, finaliza Fádua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro internauta,

Os comentários aqui postados são moderados a critério do site, não sendo permitido posts com difamação, incitação à violência, preconceito e nem divulgação de links para conteúdo inapropriado.

Obrigado!