26 de abr de 2012

O mundo fala Inglês


Num mundo em que as tecnologias estão cada vez mais avançadas e são renovadas rapidamente, o domínio da língua inglesa – idioma dominante tanto no mundo dos hardwares, dos softwares, como nas interações via máquinas – torna-se indispensável a qualquer ser humano, seja ele jovem ou mais velho. É praticamente um item básico para a sobrevivência em uma sociedade em que quase não há mais barreiras de comunicação.

Para Luiz Antônio Felipe Rosa, pedagogo e docente do Centro de Idiomas da Faculdade Pitágoras, de Betim (MG), muitas vezes, a necessidade de aprender o inglês é maior, inclusive, que a própria vontade do interessado. “Há estimativas de que 75% da comunicação por escrito entre os continentes são feitas nessa língua. Ou seja, não podemos nos dar ao luxo de decidir aprender outro idioma somente pela vontade”, comenta.

Rosa também lembra que 80% da informação armazenada nos computadores de todo o mundo e 90% do conteúdo da internet estão na língua inglesa. “Nossa necessidade torna-se a máquina propulsora de nossa vontade. Se você estiver em uma escola que consiga adequar o ensino às suas necessidades, você terá uma visão totalmente diferente do estudo de um novo idioma”, explica.

Cultura on-line
Hoje em dia, o contato que se tem com outras línguas é bem maior do que no passado. Mesmo quem não fala fluentemente inglês consegue entender algumas palavras ou expressões recorrentes, especialmente na internet. Neste quesito, os jovens parecem levar vantagem, especialmente por estarem conectados em diferentes redes sociais durante várias horas, todos os dias.

Mas, além do conhecimento da língua, o pedagogo lembra que o contato que se tem com outras pessoas, mesmo on-line, é maior no caso de pessoas bilíngues. “Deve-se também levar em consideração que, quando aprendemos outro idioma, fatalmente estamos envolvidos na cultura do outro, em sua forma de pensar e de interagir com outras pessoas. A maior vantagem é que quem domina o idioma estará sempre mais aberto para respeitar e entender outras culturas”, comenta Rosa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro internauta,

Os comentários aqui postados são moderados a critério do site, não sendo permitido posts com difamação, incitação à violência, preconceito e nem divulgação de links para conteúdo inapropriado.

Obrigado!