18 de jun de 2012

Brinquedos e brincadeiras devem ser tratados com seriedade na escola bilíngue

São tantos detalhes a serem considerados na hora de escolher a escola para os filhos que alguns pais acabam se esquecendo de observar itens que, a princípio, parecem irrelevantes. Por exemplo, perguntar como a instituição de ensino bilíngue analisada trata o ato de brincar, quais são os brinquedos ali disponíveis e se os educadores estão preparados para conduzir as brincadeiras. Essas são questões importantes já que, quando está brincando, a criança transmite informações preciosas.

É o que afirma Cintia Sant'Anna, Coordenadora Acadêmica Maple Bear South America. Ela acredita que os benefícios do brincar para a criança são evidentes. Por meio da brincadeira ela é capaz de explorar o mundo e aprender sobre si mesma e sobre os outros. “Como o brincar está integrado ao contexto de desenvolvimento, os diversos comportamentos apresentados pela criança durante as atividades ajudam os professores a compreender o desenvolvimento social e emocional do aluno na escola”, explica.

Papo sério
A brincadeira é um ambiente propício para o desenvolvimento de conversas. Brincar ajuda a criança a se divertir com o idioma. Brincar é o jeito ideal que a criança encontra para expressar sentimentos. No caso da Maple Bear, em alguns períodos do dia as brincadeiras são livres, ficando por conta própria dos próprios alunos. 

Esses momentos “free play” são intercalados com outros em as crianças são estimuladas a participar de atividades em grupo lideradas pelo professor. Nessas horas, empilhar e construir com blocos, por exemplo, pode ser o momento encontrado pelo educador para transmitir conceitos sobre números e a prática científica. Já nas brincadeiras sociodramáticas, as crianças lidam com relacionamentos e sentimentos negativos, reações acompanhadas de perto pelo professor. Em outras atividades, é possível ao educador orientar sobre como fazer escolhas e resolver problemas. 

Nas escolas Maple Bear, brincar constitui ferramenta importante para o acompanhamento da evolução das crianças. Durante os primeiros três anos de idade, os desenvolvimentos emocional e social caminham juntos e as crianças começam a se interessar pela interação com os professores, irmãos e colegas. “O avanço na forma de brincar coincide com as áreas do desenvolvimento: físico, social, emocional e intelectual, que inclui o desenvolvimento cognitivo e da linguagem. É possível determinar o estágio de desenvolvimento da criança ao observá-la brincando”, finaliza Cintia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro internauta,

Os comentários aqui postados são moderados a critério do site, não sendo permitido posts com difamação, incitação à violência, preconceito e nem divulgação de links para conteúdo inapropriado.

Obrigado!