11 de jun de 2012

Preparar aulas de inglês para crianças exige dedicação

Camila Costa, professora de educação infantil, trabalhou durante dez anos dando aulas de português para crianças de seis a oito anos. Porém, depois de uma temporada no exterior para cursos de especialização em bilinguismo, sua carreira como professora mudou de direção.

Há três anos, a educadora enfrenta o desafio de ensinar inglês a crianças que estão sendo alfabetizadas em português. “Minha experiência em lecionar o idioma materno tem me ajudado muito a lidar com o nível de compreensão que os alunos têm de aspectos linguísticos como fonemas, gramática e construção de frases. Mas exige dedicação e muita criatividade introduzir o segundo idioma nesta fase escolar”, afirma.

Para Ricardo Moreno, psicopedagogo, de fato, em casos de crianças que têm o português como primeiro idioma e já estão no processo de alfabetização, a introdução da língua inglesa se faz mais complexa. “O professor deve entender, na hora de preparar sua aula, que a criança acabou de compreender que a junção das letras m+e pronuncia-se ‘me’. Agora, o dever deste educador é mostrar que m+e também pode ser pronunciado ‘mi’ e ter um significado diferente”, ressalta.

Camila enfrenta estas dificuldades com muitas brincadeiras e referências, como programas de televisão, revistas em quadrinhos e personagens infantis em sala de aula. “Não é tão difícil porque a maioria das crianças já tem contato com o segundo idioma, mesmo que de uma maneira indireta. Levo para a classe figuras já conhecidas por eles, como programas da Disney, que estão disponíveis nos dois idiomas. Juntos, eu e os alunos vamos entendendo que, nos dois vídeos, os personagens estão vivenciando e falando as mesmas coisas, mas em línguas diferentes”, diz.

A professora ressalta que, a partir do momento em que as crianças entendem que os dois idiomas devem ser pensados de maneira diferente – como se houvesse duas caixinhas separadas no cérebro para cada um –, o ensino flui. “Eles têm muita facilidade, é impressionante como absorvem o conhecimento com rapidez. É só questão de começar o aprendizado”, garante.

Moreno acredita que a metodologia usada por Camila funciona. Porém, o psicopedagogo acredita que a maneira mais eficaz de ensinar inglês às crianças é por meio do aprendizado desde pequenos, muito antes da alfabetização. “O melhor é optar por escolas bilíngues. O contato com os dois idiomas desde o começo da vida escolar faz com que o aprendizado flua sem dificuldades ou confusões”, aconselha.

4 comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Moro em São Paulo e estou procurando por um bom curso de inglês para crianças. Meu filho está com 9 anos e gostaria de matriculá-lo em uma escola

    especializada como essa:

    http://www.culturainglesa.net/wps/portal/cursos_de_ingles/cursos_para_criancas

    Sabe me indicar outros cursos como este? Se puder ajudar, agradeço.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ricardo. Tudo bem?

    Obrigada por enviar uma mensagem!

    O Blog Ensino Bilíngue não faz avaliações de escolas, portando não podemos indicar a você o melhor curso para o seu filho. Cada escola tem um perfil diferente e você deverá procurar aquela que mais se aproxima do que você busca e também do perfil do seu filho.

    Boa sorte!

    Abraços,
    Equipe do Blog Ensino Bilíngue.

    ResponderExcluir
  3. Olá. Tudo bem?

    Não sei se seria possível, mas gostaria de entrar em contato com a Camila Costa, mencionada do artigo.
    Estou dando aula de inglês para crianças e gostaria de pedir alguns conselhos para ela com relação a material e método usados em sala de aula.

    Muito obrigado.

    Henrique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Henrique, tudo bem?

      Agradecemos o seu contato. Infelizmente não temos o contato da Camila, uma vez que o artigo foi desenvolvido pela nossa antiga assessoria de imprensa que no momento não trabalha mais conosco.

      Sugerimos que pesquise sobre a escola Maple Bear (www.maplebear.com.br), uma das mais bem conceituadas escolas bilíngues do mundo e saiba mais sobre o método utilizado.

      Abraços,
      Equipe do Blog Ensino Bilíngue

      Excluir

Caro internauta,

Os comentários aqui postados são moderados a critério do site, não sendo permitido posts com difamação, incitação à violência, preconceito e nem divulgação de links para conteúdo inapropriado.

Obrigado!